SAÚDE DA FAMÍLIA E EDUCAÇÃO: INTERVENÇÃO INTERSETORIAL SOBRE SAÚDE MENTAL E DIREITOS HUMANOS NUMA ESCOLA PÚBLICA EM ARACAJU-SE

  • Matheus Sousa de Macena
  • Camila Oliveira Gonçalves
  • Lívia de Melo Barros
  • Cleberson Franclin Tavares Costa
Palavras-chave: Saúde da Família, Educação, Saúde Mental, Direitos Humanos

Resumo

Relato de experiência de um estagiário do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), cujo projeto de intervenção objetivou debater sobre Saúde Mental e Direitos Humanos no ambiente escolar, unindo conceitos de saúde da família e de educação. A intervenção foi realizada numa turma de ensino fundamental II, na faixa etária de 13 a 17 anos, de uma escola pública localizada próxima a unidade de saúde do estágio. Seis encontros foram realizados e as atividades foram bem recebidas pelos alunos. A execução do projeto e a experiência de estágio cumpriram os objetivos iniciais de discutir sobre a temática e, dessa forma, foi possível inferir sobre a importância da Psicologia no contexto da saúde pública, sobretudo na atenção primária.

Publicado
2019-11-10
Seção
Relatos de Experiência