https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/issue/feed Dramaturgia em foco 2021-07-23T01:51:16+00:00 Revista Dramaturgia em Foco revistadramaturgiaemfoco@gmail.com Open Journal Systems <p>A&nbsp;<strong>Dramaturgia em foco</strong> (ISSN 2594-7796) dedica-se&nbsp; à publicação de textos acadêmicos (artigos, relatos e ensaios) cujas análises se concentrem na dramaturgia em si ou na dramaturgia comparada a outros textos, outras artes e mídias. Conta também com seções específicas para traduções, peças curtas originais e entrevistas. A periodicidade da revista é semestral. Sua criação está vinculada ao Grupo de Pesquisa Narrativas e Visualidades (CNPq-Univasf).</p> <p>Os volumes 1 e 2 estão disponíveis no site antigo no endereço abaixo e serão&nbsp;migrados para esta plataforma durante o ano de 2019:</p> <p><a href="http://www.periodicos2.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco">http://www.periodicos2.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco</a></p> <p>Para submissões aos números a partir de 2019, utilizar este site.</p> https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1511 Madalena arrependida 2021-02-16T00:55:15+00:00 Alberto Centurião Carvalho albertocenturiao@gmail.com <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">Escrita em 1993, esta peça permanece inédita enquanto dezenas de outros textos meus foram encenados. O fato não me surpreende, pois, em sua maioria, minhas peças foram concebidas e desenvolvidas para projetos de produção predefinidos, o que as caracteriza menos como trabalhos de criação e mais como aplicações de linguagem.</span></span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"> O fato de nunca ter sido levada à cena talvez se deva ao seu estilo <em>démodé</em>, fora do contexto atual, intencionalmente anacrônico, que, pelo enredo, reporta aos melodramas folhetinescos característicos do repertório dos circos-teatro brasileiros da primeira metade do <span style="color: #000000;"><span style="font-size: medium;"><span lang="pt-BR">s</span></span></span>éculo XX e, pelos diálogos em versos metrificados e rimados – cuja métrica varia para se ajustar ao clima dramático de cada cena – a escolas mais antigas, talvez aos autos sacramentais da época de Gil Vicente e Calderón de la Barca.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"><em> Madalena Arrependida</em></span><span style="font-size: medium;"> é um exercício de linguagem feito após um período de estudos dos melodramas circenses, tardiamente inspirados em formulações mais antigas. Minha proposta foi explorar os estereótipos para, pelo exagero, alcançar novos significados. Nesse contexto, o uso de formas arcaicas de linguagem é intencional, com o objetivo de imprimir maior autenticidade e colorido ao texto.</span></span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> Gosto de situá-la num espaço intermediário entre dramaturgia e poesia, uma forma de </span><span style="font-size: medium;"><em>teatro para ser lido</em></span><span style="font-size: medium;">, como costumavam fazer os autores ingleses nos idos de 1800 e 1900. Espero que, terminada a leitura, o leitor concorde comigo.</span></span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> Também gosto de imaginar </span><span style="font-size: medium;"><em>Madalena Arrependida</em></span><span style="font-size: medium;"> numa versão musical totalmente cantada, com impostação operística, uma vez que a ópera é o melodrama em sua mais completa e radical expressão.</span></span></p> 2021-07-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1559 E aqui estamos hoje, na vida real 2021-04-16T10:33:35+00:00 Felisberto S. da Costa felisberto@uol.com.br <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> Este texto é uma tentativa de escrita dramatúrgica numa perspectiva expandida. Busca um corpo desviado da norma e flerta com uma espécie de ensaio ou uma peça curta. Trata-se de uma situação na qual a solitude é o móvel que o perfaz, dado que há um outro alguém para contar. </span></span></p> <p align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> Para tanto, abocanho (ou aproprio-me) de referências compondo uma paisagem textual, uma espécie de picadinho. Iguaria tida como um clássico carioca, foi aclimatado na metrópole paulistana, em Belo Horizonte e outras cidades mais. Em São Paulo, é elaborado com arroz, feijão, picadinho de filé mignon, farofa, couve e ovo frito.</span></span></p> <p align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> Cada ingrediente é um universo particular, assim como cada passagem da forma breve aqui escrita. Composta por pedaços de textos que formam uma mistura, mais que uma fusão é uma confusão de enunciados. Enfim, uma dramaturgia-picadinho nos quais os ingredientes não se fundem, antes dialogam e friccionam numa performance escrita envolvendo o sabor da palavra.</span></span></p> 2021-07-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1467 Um Ato de Uma Nação ou O Sol é Feito de LED 2021-02-08T01:06:18+00:00 Dante Cabelho Passarelli dante_passarelli@hotmail.com <p>Dividido em três partes, “Um Ato de Uma Nação ou o Sol é feito de LED” é um texto não dramático sobre o impasse social e político que vivemos no Brasil, com repetidas tentativas de hipóteses de resolução.</p> <p> </p> 2021-07-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1574 Com Amor, SK 2021-05-11T16:00:19+00:00 Carlos Adriano de Lima Santana cacowski@gmail.com <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">O presente ensaio aborda as obras dramáticas <em>Bla</em><em>sted,</em> <span style="font-size: medium;"><span lang="pt-BR"><em>C</em></span></span><em>leansed</em> e <em>4.48</em> <em>Psychosis</em> da dramaturga inglesa Sarah Kane (1971-1999), lançando um olhar para além da violência crua contida em seus textos mediante a apresentação do contexto histórico e social da era Margareth Thatcher e influência dessa conjuntura sobre os escritores ingleses que formaram o movimento estético <em>in-yer-face</em>, no qual Sarah Kane estava inserida. Como resultado, discute-se o triângulo sádico Tinker, Thatcher, Bolsonaro como uma condensação de aspectos que mostram a crueldade das autoridades retratada no personagem Tinker e como a geração que cresceu sob os olhares da Dama de Ferro adoeceu em razão das políticas que exacerbaram o poder do capital.</span></p> 2021-07-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1401 De Roberto Succo a Roberto Zucco 2020-11-30T11:19:36+00:00 Fernanda Vieira Fernandes nvnandes@gmail.com <p class="western" align="justify"><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">Este artigo investiga a gênese de </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>Roberto Zucco </em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">(1988), texto dramático escrito por Bernard-Marie Koltès. Para a sua criação, o dramaturgo partiu de um </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>fait divers</em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">: o assassino italiano Roberto Succo, que aterrorizou a França no final de 1980. Após breve apresentação sobre o autor, são tecidas considerações acerca de </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>Roberto Zucco</em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">, em relação ao enredo, composição e estrutura. Na sequência, o foco recai especificamente sobre o tema em análise. Parte-se da inspiração e processo de escrita do texto, verifica-se pontos de aproximação entre a obra dramática e os fatos reais</span><!-- Pleonasmo: fatos --><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">, mostrando quais elementos do percurso de Succo aparecem no percurso de Zucco. Por fim, o artigo lança algumas propostas de leitura sobre a polêmica escolha do criminoso como inspiração para a obra. Entre os referenciais teóricos, destacam-se Koltès (1999), Fernandes (2009), Maïsetti (2018), Sarrazac (2017), Benhamou (1996), Faerber (2006), Patrice (2008) e Ubersfeld (1999).</span></span></p> 2021-01-01T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1384 Poetas visionários 2021-01-21T02:32:22+00:00 Antonio Gerson Bezerra de Medeiros contatoantoniodemedeiros@gmail.com <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">Este artigo</span></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> relaciona a poesia de Hart Crane com a dramaturgia de </span></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">Tennessee</span></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> Williams, revelando que a presença de Crane nas peças de Williams vai muito além das epígrafes e das citações, alcançando o aspecto visionário da experiência poética e com isso possibilitando uma nova aproximação com a dramaturgia de Williams. O aspecto visionário significa que o poeta cria imagens poéticas que alargam a nossa percepção da realidade.</span></span></p> 2021-05-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1460 A Dramaturgia Expandida 2021-02-02T11:43:23+00:00 Laura Castro de Araújo lauaraujo@gmail.com Candice Didonet candicedidonet@gmail.com <p>Alicerçado na trama poética entre duas artistas-pesquisadoras, este artigo apresenta um conjunto de possibilidades para pensar a noção de dramaturgia expandida. Se a criação artística contemporânea desnorteia modos tradicionais de abordagens cênicas, interessa refletir, sob novas e antigas formas de classificação, a importância das ampliações do termo dramaturgia. A partir da crise de categorias na arte ao longo do século XX, encontram-se qualidades maleáveis e fazeres dramatúrgicos ampliados, especialmente, dos elementos constitutivos e disjuntivos das cenas contemporâneas para além de representações e equações aristotélicas. Portanto, entre definições e indefinições, entendimentos e questionamentos se compõem na própria escrita investigativa deste texto, de natureza dialógica, que dilata sentidos e chãos semânticos possíveis para os conhecimentos e fazeres do campo das Artes Cênicas na contemporaneidade.</p> 2021-06-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1575 Dramaturgias para encenação do espetáculo-processo Doroteia-Okê 2021-04-19T15:54:10+00:00 Bruno Leal Piva brulepi@gmail.com <p>Este artigo visa abordar o processo do espetáculo <em>Doroteia-Okê</em>, partindo das tentativas dramatúrgicas dos artistas nele inseridos, em consonância com o texto-base <em>Doroteia,</em> de Nelson Rodrigues. Através das anotações deste observador <em>outsider</em> que, ora aparecem conjugadas no presente, ora no pretérito, as observações vinculadas ao campo da Genética Teatral trazem à tona percepções de como as dramaturgias propostas pelos artistas-integrantes podem ser úteis aos parâmetros prático-teóricos do percurso realizado deste que escreve, por meio dos ensaios e dos encontros. Tenta-se, especialmente, analisar o desenvolvimento textual dramatúrgico da atriz Claudia Jordão, enquadrando-se também como dramaturga e/ou dramaturgista, para a criação desse espetáculo-processo.<a href="https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/workflow/index/1575/5/#_ftnref1" name="_ftn1"></a></p> 2021-06-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1532 O martírio de uma santa judia 2021-02-18T14:22:10+00:00 Danilo Ferreira danilosf1901@hotmail.com <p align="justify"><span style="font-family: Calibri, serif;"><span style="font-size: medium;"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">Esse artigo tem como objetivo apresentar a recepção do pensamento da filósofa Edith Stein e a construção biográfica feita sobre a intelectual religiosa no Brasil durante os anos de 1950 e 1965. Em especial na peça teatral biográfica </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>Edith Stein na </em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>c</em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>âmara de </em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>g</em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><em>ás</em></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"> do escritor argentino Gabriel Cacho, cuja tradução foi feita pelo escritor Manuel Bandeira, que </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">a considerava uma d</span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">as melhores do repertório teatral moderno. Assim nos propomos a descrever como a recepção da </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">filósofa</span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"> e </span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">fenomenóloga</span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"> foi antes das Universidades feita no âmbito cultural, isso é, a história pública.</span></span></span></p> 2021-06-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1612 A arte de dominar 2021-06-03T23:57:59+00:00 Camila Nunes Duarte Silveira mila-ped@hotmail.com Maria Cleidiana Oliveira de Almeida cleidinha.prof@yahoo.com.br Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro anapalmira32@gmail.com <p>José de Anchieta fez amplo uso de seus conhecimentos adquiridos no Colégio das Artes, em Coimbra, para criar um teatro adaptado ao seu público, formado principalmente por indígenas, com o objetivo de apresentar-lhes o "mundo cristão". Objetivamos analisar o teatro de José de Anchieta, com foco no "Auto da Pregação Universal", como elemento retórico motivador para uma reconstrução da memória coletiva indígena, no contexto do século XVI e, por conseguinte, uma estratégia de dominação favorável ao projeto colonizador português. Aqui, lançamos mão de documentos coloniais, a exemplo das cartas jesuíticas e dos estudos em memória, desenvolvidos por Leroi-Gourhan (2002) e Jacques Le Goff (2012). Os resultados apontaram que o teatro de José de Anchieta, por meio de seus autos adaptados, constitui-se em um importante elemento de manipulação, dominação e reconstrução da memória coletiva ameríndia. </p> 2021-07-12T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1609 O corpo ausente e a memória para a construção de um "mais-que-presente" na dramaturgia de Jacy 2021-05-28T12:26:00+00:00 Elen de Medeiros elendemedeiros@hotmail.com Maria Luísa Cabaleiro Saldanha malucabaleiro@hotmail.com <p>A proposta contida neste artigo é partir dos conceitos de Jean-Pierre Sarrazac (2017) inerentes à concepção do "drama-da-vida" e das ideias de Henri Bergson presentes em seu livro&nbsp;<em>Matéria e memória </em>(1999)&nbsp;<em>–&nbsp;</em>a relação de corpo, espírito e memória&nbsp;<em>–</em>, e de narrativa em Paul Ricoeur (2010), para indagar como a memória é instrumento para a construção da dramaturgia da peça&nbsp;<em>Jacy </em>(2013), do Grupo Carmin (RN). O resultado é a observação de uma criação em cena de um "mais-que-presente" que, ao fundir elementos do passado com situações do presente, almeja provocar uma mudança futura.</p> 2021-07-12T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1610 Narrador e personagem 2021-06-09T01:29:21+00:00 Fernando Marques fmarquesfreitas@terra.com.br <p lang="pt-BR" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;">As concepções de teatro épico divulgadas durante as décadas de 1960 e 1970, no Brasil, parecem não ter considerado plenamente a prática teatral no país, apoiando-se sobretudo em realizações internacionais. As peças e espetáculos teatrais ligados ao estilo épico então inventaram maneiras novas de estruturar histórias e de propô-las ao público, maneiras essas que ultrapassaram os modelos consagrados. Podemos buscar articular, hoje, uma teoria do épico a partir da prática brasileira, seja a dos anos 1960 e 1970, seja a de nossos dias. Nesta segunda parte do artigo, analisamos cinco peças representativas, encenadas entre 1965 e 1979, e buscamos aproximá-las de realizações recentes. </span></p> 2021-07-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/1640 Apresentação / Editorial 2021-07-23T01:51:16+00:00 Fulvio Torres Flores revistadramaturgiaemfoco@gmail.com Fabiano Tadeu Grazioli tadeugraz@yahoo.com.br Luis Marcio Arnaut de Toledo lmarcio@usp.br <p>Apresentação/Editorial do v. 5, n. 1, 2021.</p> 2021-07-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dramaturgia em foco