Dramaturgia em foco https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco <p>A <strong>Dramaturgia em foco</strong> (ISSN 2594-7796) dedica-se à publicação de textos acadêmicos (artigos, relatos e ensaios) cujas análises se concentrem na dramaturgia em si ou na dramaturgia comparada a outros textos, outras artes e mídias. Conta também com seções específicas para traduções, peças curtas originais e entrevistas. A periodicidade da revista é semestral. Sua criação está vinculada ao Grupo de Pesquisa Narrativas e Visualidades (CNPq-Univasf).</p> Univasf pt-BR Dramaturgia em foco 2594-7796 Mulheres que reinam, mulheres que morrem https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/article/view/2035 <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">Inês de Castro é, sem dúvidas, uma das personagens femininas mais reverenciadas na Literatura. No Brasil, uma importante reconfiguração ocorre no século XX com a autora</span></span> <span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">Heloísa Maranhão. O presente artigo tem o objetivo de analisar os possíveis posicionamentos que o leitor passa a tomar</span></span> <span style="font-size: xx-small;"><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">a</span></span></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;">o ler a </span></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"><em>Negra Bá</em></span></span><span style="font-family: Book Antiqua, serif;"><span style="font-size: medium;"> de Maranhão. Para tanto, recorre-se aos conceitos sobre a teoria do gênero teatral, trazidos por Brecht (1978), Moisés (2012) e Pavis (2008); as argumentações a respeito da ficção científica de Asimov (2010), as configurações referentes ao mito através dos estudos de Souza (2010) e as contribuições de Barthes (2018); a pesquisa e reflexões sobre o mito inesiano apresentados por Sousa (1984) e os efeitos do riso apontados por Bergson (1983).</span></span></p> Larissa de Cássia Antunes Ribeiro Copyright (c) 2023 Dramaturgia em foco 2023-01-05 2023-01-05 7 1 02 16