ROTINAS PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO GESSO DE CONSTRUÇÃO, PRODUZIDO NO POLO GESSEIRO DO ARARIPE

ENSAIOS NO LABORATÓRIO

Autores

  • Joyce da Cruz Lima UNIVASF
  • Julia Maria Carneiro Mota UNIVASF
  • Jefferson Macedo De Carvalho UNIVASF
  • Pedro Victor Batista De Almeida UNIVASF
  • Joyce Alves Sampaio UNIVASF
  • Maria Yasmin Regis Barbosa UNIVASF
  • Filipe da Silva UNIVASF
  • Helen Beserra de Sousa UNIVASF
  • Davi Batista de Almeida UNIVASF
  • Jaine Ferreira Sousa UNIVASF
  • José Getulio Gomes de Sousa UNIVASF

Resumo

O Brasil detém uma das maiores reservas de gipsita do mundo, sendo Pernambuco
responsável por importante parcela da produção de gesso no país, onde se destaca o Polo
Gesseiro do Araripe com magnitude em reservas, qualidade do minério e pela instalação de
um parque industrial de porte no local. Dessa forma, estimular a exploração e o uso do
material é oportuno para movimentar a economia da região. O controle de qualidade
implantado nas fábricas deve garantir o fornecimento de um material que atenda aos padrões
mínimos estabelecidos nas normas nacionais. Porém, essas normas estão sendo
constantemente revisadas, alterando procedimentos e incluindo novas avaliações. Essa
condição impõe a necessidade constante de treinamento para atualização dos profissionais
envolvidos. Nesse cenário, o projeto atuou desenvolvendo rotinas para a avaliação da
qualidade do gesso produzido no Polo Gesseiro do Araripe, bem como produzindo material
didático que possa ser utilizado em capacitações futuras dos profissionais que atuam no
controle de qualidade nas fábricas.

Publicado

2022-05-11