Educação patrimonial e arqueologia: experiências em contextos de extensão universitária

  • Roseline Mezacasa
Palavras-chave: Educação Patrimonial, Arqueologia, Rondônia

Resumo

Pretende-se, no presente artigo, apresentar algumas trajetórias de experiências em Educação Patrimonial e Arqueologia no âmbito da extensão universitária. As experiências aqui descritas foram desenvolvidas no município de Rolim de Moura, na Universidade Federal de Rondônia, bem como em duas escolas rurais do município. As ações empenharam-se em criar espaços de diálogos para pensar a educação patrimonial e a arqueologia na região. O que justificou a ação extensionista foi a quantidade significativa de achados arqueológicos na região, dessa forma, existe muita “conversa sobre o assunto”, o que demandou espaços de diálogo entre saberes acadêmicos e os saberes dos moradores da região, em uma proposta dialógica para pensar o assunto. A fundamentação teórica para a realização da ação pautou-se em trabalhos de arqueólogos e antropólogos que desenvolveram pesquisas na região, como também, em pesquisas desenvolvidas no âmbito da memória e do patrimônio.

Publicado
2019-10-12
Seção
Artigos