ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER EM SITUAÇÃO DE CÁRCERE

UMA PROPOSTA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE

Autores

  • Raí Barros Gomes UNIVASF
  • Michelle Christini Araújo Vieira UNIVASF
  • Thaysa Maria Vieira Justino UNIVASF
  • Kalliny Mirella Gonçalves Barbosa UNIVASF
  • Leticia Meira Menezes Natalio UNIVASF
  • Sabrina Santos do Nascimento UNIVASF
  • Emily Fernandes Pereira
  • Gabriela Garcia de Andrade

Resumo

A população carcerária feminina do Brasil cresce significativamente ano a ano, contudo, as
instituições prisionais não acompanham tal evolução, tendo em vista que não dispõem de condições
salubres de habitação, tampouco de assistência à saúde da mulher. Sendo assim, este trabalho busca
relatar ações desenvolvidas por extensionistas no projeto de extensão intitulado “Saúde da Mulher
na Prisão: uma proposta de promoção da saúde” aplicado na Cadeia Pública Feminina de Petrolina-
PE. As oficinas cursaram sobre temas relacionados à saúde da mulher e da criança, e foram
realizados atendimentos às reeducandas e encaminhamentos para os serviços de referência.
Ressalta-se que durante as atividades foram respeitados todos os protocolos sanitários de prevenção
contra a Covid-19. Notou-se que as ações propostas repercutiram de forma positiva na qualidade de
vida das reeducandas, entretanto, mesmo com a assistência da equipe do projeto, essas mulheres
ainda enfrentam os trâmites burocráticos para acessar os serviços da Rede de Atenção à Saúde
extramuros. Assim, o projeto de extensão possibilitou o preenchimento do vazio assistencial pré-
existente, o qual foi intensificado pela pandemia pelo SARS-CoV-2, e contribuiu para o
aprendizado dos extensionistas e formação humanizada baseada nos princípios do Sistema Único de
Saúde, especialmente em contextos adversos como o cenário pandêmico.

Publicado

2022-05-11

Edição

Seção

Relatos de Experiência