CONSTRUINDO CIÊNCIA COM O PIBID:

A CIÊNCIA TEM COR? BREVE ENFOQUE SOBRE A IMPORTÂNCIA DE INVENTORES E CIENTISTAS NEGROS PARA TURMAS DE CIÊNCIAS EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE SÃO RAIMUNDO NONATO – PI

Autores

  • Carina Siqueira de Morais Univasf
  • Daniella Nunes Tenório Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Cristiane Coelho da Silveira Dias Escola Epitácio Alves Pamblona

Palavras-chave:

Cientistas e inventores negros, Ensino de Ciências, PIBID, Mulheres na Ciência

Resumo

Este relato de experiência apresenta algumas intervenções realizadas por meio do PIBID em uma Escola da Rede Municipal de São Raimundo Nonato - PI, sobre a temática ‘racismo’. Este trabalho, em seu formato de resumo, foi premiado com o 1º lugar na 9ª Mostra de Iniciação à Docência, da XIV Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Scientex) - Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). As atividades se desenrolaram por meio de vários recursos didáticos, foram apresentados vídeos, um questionário e histórias de cientistas e inventores negros por meio do projeto ‘Construindo Ciência com o PIBID’, em turmas de 9º ano do Ensino Fundamental Anos Finais, com o tema “Por que não conhecemos cientistas e inventores negros?”. Além de falar sobre inventores e cientistas negros, tivemos o objetivo também de mostrar que a Ciência não tem cor, etnia e não tem gênero, pois ela é plural. E com isso, informar que ela pode ser feita por negros, brancos, homens e mulheres etc. O resultado da intervenção dos cientistas e inventores foi muito satisfatório para todos os envolvidos com o projeto. Com as respostas dadas ao questionário deu para perceber o quanto os alunos ficaram admirados e inspirados por saberem que importantes invenções e trabalhos foram feitos por negros e mulheres negras.

 

Biografia do Autor

Carina Siqueira de Morais, Univasf

Licenciada em Química pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE-UAST). Mestre em Ensino das Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino das Ciências da Universidade Federal Rural de Pernambuco (PPGEC/ UFRPE) e Doutoranda em Ensino de Ciências e Matemática pelo mesmo Programa de Pós-Graduação. Principais linhas de pesquisa: Formação Inicial e Continuada de professores; Construção de Significados através de estratégias metodológicas para a abordagem de temáticas contemporâneas, como: a Nanociência e Nanotecnologia; Educação Não-Formal e Informal, Divulgação e Alfabetização científica etc. Atualmente é Professora Assistente A-2 da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), Campus Serra da Capivara, no Colegiado de Ciências da Natureza - CCINAT. Atua nas áreas de Ensino das Ciências, Ensino da Química e Ciências da Natureza. Exerce a função de Coordenadora de estágio do CCINAT/UNIVASF, Líder do Grupo de Pesquisa em Ensino e Aprendizagem das Ciências - GPEAC (certificado pelo CNPq e UNIVASF), e Coordenadora geral do Laboratório de Química da UNIVASF/CCINAT/São Raimundo Nonato-PI.

Daniella Nunes Tenório, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Licencianda em Ciências da Natureza - CCINAT/Univasf, campus Serra da Capivara. 

Cristiane Coelho da Silveira Dias, Escola Epitácio Alves Pamblona

Professora da Educação Básica e supervisora do PIBID-núcleo Ciências 

Publicado

2022-05-11

Edição

Seção

Relatos de Experiência