PERCEPÇÕES DE DISCENTES NA ÁREA DA SAÚDE ACERCA DA AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PAUTADA EM METODOLOGIAS ATIVAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM

Autores

  • Dayane Ketlyn da Cunha Santos Universidade Federal de Sergipe
  • José Cleyton de Oliveira Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Maria Júlia Oliveira Ramos Universidade Federal de Sergipe
  • Glebson Moura Silva Universidade Federal de Sergipe
  • Simone Yuriko Kameo Universidade Federal de Sergipe

Palavras-chave:

Avaliação, Aprendizagem, Graduação, Saúde, Metodologias Ativas

Resumo

Trata-se de um estudo quanti-qualitativo e exploratório, realizado com discentes de uma universidade pública brasileira, sobre a avaliação da aprendizagem com metodologias ativas de ensino.  A amostra foi selecionada por conveniência e a interpretação dos dados com o método de análise de conteúdo de Bardin (2011) e cálculos percentuais no programa Statistical Package For The Social Science. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da universidade estudada sob parecer nº 3.462.454. Participaram do estudo 123 acadêmicos dos oito cursos de graduação em saúde existentes no campus. Os resultados evidenciaram que o processo de ensino-aprendizagem e as estratégias avaliativas dos docentes são inovadoras e estimulam os alunos. Entretanto, 13,1% dos alunos que responderam ao questionamento sobre a inovação na universidade acreditam que essa não é uma realidade, apesar do uso de metodologias ativas. Nesse sentido, os alunos apontaram a existência de dificuldades a serem solucionados, e 70,7% dos mesmos apresentaram sugestões de melhorias pautadas na sua vivência acadêmica. Um marco importante das metodologias ativas é a variedade de ferramentas que englobam o processo de ensino-aprendizagem, uma vez que a possibilidade de utilizar meios não convencionais da metodologia tradicional para integrar o processo de ensino-aprendizagem contribui para os discentes identificarem qual ferramenta é melhor para a sua compreensão.  Apesar da pluralidade das atividades, é preciso a adequação dos critérios avaliativos, pois ele influencia em todo o processo metodológico de ensino-aprendizagem. O estudo revelou, ainda, que as estratégias de ensino e avaliações empregadas no curso promovem o conhecimento e contribuem para a formação de 70,5% dos que responderam a esse questionamento, enquanto que para 29,5% há necessidades de melhorias e inovações. É preciso buscar solucionar os impasses que dificultam a efetivação das potencialidades das metodologias ativas de ensino-aprendizagem na avaliação de aprendizagem. Dessa forma, novos estudos acerca dessa temática tornam-se necessários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-10-13

Como Citar

Cunha Santos, D. K. da, Oliveira Santos, J. C. de, Oliveira Ramos, M. J. ., Moura Silva, G., & Yuriko Kameo, S. . (2021). PERCEPÇÕES DE DISCENTES NA ÁREA DA SAÚDE ACERCA DA AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PAUTADA EM METODOLOGIAS ATIVAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM. Revista De Educação Da Universidade Federal Do Vale Do São Francisco, 11(26). Recuperado de https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/1549

Edição

Seção

Artigos