A DISCUSSÃO SOBRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL NOS CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA

O QUE PENSAM OS LICENCIANDOS

Autores

  • Fernanda Welter Adams Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Palavras-chave:

Formação inicial, Educação Especial, Ciências da Natureza

Resumo

Diversas legislações garantem, na rede regular de ensino, a educação dos alunos que são público-alvo da Educação Especial, e um dos principais agentes no processo de inclusão é o professor. Pensar a sua formação voltada para a Educação Especial se constitui em um desafio. Assim, objetiva-se relatar como licenciandos de cursos de Ciências da Natureza do estado de Goiás vivenciaram a discussão sobre a Educação Especial em sua formação. Participaram da pesquisa quatro Instituições de Ensino Superior, envolvendo licenciandos de nove cursos de Ciências da Natureza. O questionário e a entrevista semiestruturada foram os instrumentos de coleta de dados. Como resultado, evidenciou-se a crença dos licenciandos de que a discussão sobre essa temática em sua formação inicial não é suficiente para que eles possam lidar com a complexidade dos alunos que são público-alvo da Educação Especial, sendo então necessário garantir, por meio de decretos, a obrigatoriedade de disciplinas teóricas e práticas que abordem tal tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Welter Adams, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutoranda do programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências da Universidade Federal da Bahia (UFBA

Downloads

Publicado

2022-11-19

Como Citar

Welter Adams, F. (2022). A DISCUSSÃO SOBRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL NOS CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA: O QUE PENSAM OS LICENCIANDOS. Revista De Educação Da Universidade Federal Do Vale Do São Francisco, 12(29). Recuperado de https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/1836